Marcha das Vadias Brasil: a marcha mais sem noção de todas

Agora quanto a Marcha das Vadias no Brasil temos um diferencial: luta contra a violência contra a mulher, direito ao aborto e mais respeito (além de reclamarem poder se vestir como vadias).

Primeiro: só o fato de dizerem ser liberdade poder se vestir como vadia mostra que todo o feminismo agora não passa de um fruto do machismo veiculado na mídia. Afinal, é tudo o que os homens [modernos] queriam: mulheres andando seminuas por vontade própria e não tendo pudor algum quanto ao sexo. A diferença é que machistas querem ter mais controle sobre as mulheres (exclusivismo), enquanto as feministas querem ter tantos parceiros sexuais quanto um homem tem de parceiras. Mas duvido muito que machistas ainda queiram ter controle sobre as mulheres quando as mesmas, de iniciativa própria, já vêm provocando e são abertas, liberais, livres, para todos.

Um fruto dessa inconsequência, logicamente, é uma gravidez indesejada. E por isso querem poder abortar a torto e a direito.

Então reclamam sobre a violência. Note como é intrigante: Não querem ser vítimas de violência, mas querem o direito de assassinarem seus filhos!

Por último exigem respeito. Mas como querem respeito se elas são as primeiras a se desrespeitarem? Não sei que conceitos incutiram na cabeça delas, mas uma pessoa que ande seminua na rua (marchando ou não) nunca vai conseguir o respeito da sociedade. Se tiver corpo bonito, sempre vai ser visto como objeto sexual, e não como pessoa. E se tiver corpo feio vai ser objeto de chacota. Basicamente o feminismo no Brasil está lutando pelo direito de imitar os homens no que eles fazem de pior! E depois querem respeito! Como?!

Eu, particularmente, não vejo nenhuma vantagem e nada bonito um homem ser pegador. Numa mentalidade machista é. Mas isso passa longe de ser um padrão respeitável. Da mesma forma, mulheres que sempre foram conhecidas por serem menos volúveis aos instintos sexuais agora lutam por ter esse direito. Os homens são bem vistos nisso apenas por outros machistas. Mas homens de verdade não concordam com isso.

O que o feminismo deveria procurar no Brasil não era imitar os homens, mas mudar o pensamento deles.

Em vez de lutarem pelo direito de terem dezenas de parceiros sexuais, deviam lutar por uma campanha de fidelidade. Um dos resultados de uma campanha de fidelidade é justamente a diminuição do número de gravidez indesejada e, portanto, de abortos. Esta luta poderia incluir a desbanalização do sexo entre os adolescentes (isso ia abaixar drasticamente o número de abortos e DSTs).

Outra boa luta é contra a violência doméstica. Ainda outra é por salários mais iguais!

Mas quando essas lutas se misturam ao reclamar de direitos para serem vadias, então se torna a marcha mais sem noção de todas!

Início do blog

Anúncios

Publicado por

Evandro J.R. Silva

É Doutorando em Ciência da Computação. Convertido desde os 6 anos de idade, a partir dos 15 anos começou a ler e estudar a Bíblia autodidaticamente. É membro de uma Igreja Batista. Gosta bastante de jogos eletrônicos e de ler, principalmente sobre apologética e literatura fantástica. Tem como gosto musical preferido o metal sinfônico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s